A busca por alimentos sem adição de açúcares, com baixa caloria e sem adoçantes artificiais segue em constante crescimento. Em 2020, foi realizada uma pesquisa pela FMCG Gurus com aproximadamente 23.000 pessoas. Todos os questionamentos levantados na pesquisa foram em torno de novos hábitos que o consumidor se conscientizou ou deseja vivenciar durante e após o período da pandemia do COVID-19. Um dos questionamentos realizados foi: “Você afirma que planeja comer e beber de forma mais saudável? O que você irá fazer?” e 45% dos entrevistados afirmaram que pretendem reduzir a ingestão de açúcar. Além dessa preocupação, uma nova legislação de rotulagem nutricional vem para reforçar e conscientizar o consumidor sobre as suas escolhas.

No cenário de uma tendência tão crescente, ela já é uma realidade vivenciada entre o público de nutrição esportiva, pois a busca da não ingestão de açúcar, se dá, principalmente durante o período de dieta e treinos, pois o consumo está associado a alta ingestão calórica e problemas relacionados ao consumo excessivo de carboidratos.

Independentemente do público, a busca por produtos saudáveis vem em constante crescimento, mas o sabor é um ponto essencial exigido pelo consumidor para a recompra de determinado produto. Então, como adoçar produtos que são vendidos ao público esportista? Hoje, há uma diversidade de opções para substituição do açúcar nas formulações e dentre tantas possibilidades, devemos destacar os adoçantes naturais que detêm boas percepções dos consumidores.

A stévia é uma excelente opção para a substituição ao açúcar, afinal, é um ingrediente de origem natural e vegetal. Além disso, o seu uso é declarado como seguro para consumidores diabéticos e por quem não deseja aumentar o índice glicêmico durante o consumo de produtos adoçados.

Esta planta possui, naturalmente em suas folhas, moléculas doces que, quando extraídas, garantem sabor e dulçor para diversos tipos de alimentos e consumos. Esta extração garante qualidade e desempenho ideal nas mais diversas aplicações.

Além disso, você sabia que, por conta do método de extração e parte da folha, existem diferentes frações de stévias e que elas atuam em diferentes maneiras em nosso paladar?

Algumas auxiliam na percepção do dulçor inicial, outras auxiliam no preenchimento e ainda podem atuar como junção de dulçor e aromatização. Atualmente a combinação de diferentes stévias é muito utilizada, garantindo melhor resultado sensorial ao dulçor final do produto.

O mais interessante é que ela pode ser aplicada em diferentes mercados, como bebidas, lácteos, confeitaria, panificação.

Quer saber mais sobre stévias? Consulte https://www.purecirclesteviainstitute.com/

A MasterSense possui um portfólio completo da PureCircle para te auxiliar na busca da stévia ideal para sua aplicação.

 

Escrito por:

Bruna Maron – Inovação

Letícia Pereira – Marketing

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *