Seu navegador não suporta ou está com o JavaScript desabilitado, por conta disso, podem ocorrer falhas nesse site.

Warmup FISA – Confira a apresentação de nosso parceiro Dupont

No dia 21 de agosto a Marília Gonçalves, especialista em aplicações da DuPont Nutrition & Bioscience participou de uma empresa no WarmUp da FISA.

Durante o evento, Marília traçou um panorama sobre os novos hábitos do consumidor e as recentes inovações que estão expandindo a oferta de proteínas e oportunidade de mercado.

Se você não conseguiu assistir a apresentação “Proteínas Vegetais: Conexão e Inovação com foco no novo consumidor” preparamos um resumo da entrevista realizada especialmente para você. Clique no link em nossa BIO para conferir o conteúdo.

Preparamos um resumo dessas perguntas especialmente para você. Confira!

O Plant Based já é uma tendência e cada vez mais há novos lançamentos de produtos. Vocês acreditam que já é uma realidade? O que você acha que o consumidor entende de plant based e o que ele espera?

 

Produtos à base de vegetais, oferecidos como alternativas aos de origem animal, não são exatamente uma novidade. Seu foco, porém, sempre foi o público vegetariano ou vegano. Isso já é passado. Pesquisas mostram que 67% dos brasileiros estão interessados em proteínas vegetais. Pessoas de todas as idades desejam mais vegetais no que comem e bebem por diversas razões. A principal delas é a maior preocupação com saúde e bem-estar, mas os motivos vão além. Ou seja: se antes os produtos plant-based dedicavam-se a um nicho, daqui por diante terão de atender ao grande público. Mas o que as indústrias de alimentos e bebidas devem fazer para consolidar o plant-based no mercado mainstream?

Cada vez mais os consumidores desejarão produtos inovadores, interessantes, convenientes, acessíveis e saborosos. A ideia é pensar menos no plant-based como alternativa, e mais em formas de fazê-lo estar presente em mais ocasiões de consumo, no dia a dia das pessoas. Hoje o consumidor tem a informação na palma das mãos e acredito que a grande maioria entenda que um produto plant based é feito a base de plantas e não tem ingredientes de origem animal, entende que é um produto que traz mais saúde, porém ele não abre mão do sabor.

Além disso, Sustentabilidade é um grande propulsor do mercado plant-based.

De um lado, porque os consumidores cada vez mais querem produtos bons para si mesmos, mas também bons para o planeta. De outro, por uma questão estrutural. Em poucas décadas, dificilmente haverá condições de a população mundial usufruir uma alimentação fortemente baseada em proteína animal, como a atual.

Prevê-se, por exemplo, que as vendas de bebidas vegetais, evoluam anualmente no Brasil a uma taxa média de 13% em volume até 2024.

 

Observa-se a cada dia novas fontes de proteína vegetal em substituição a soja. Esse movimento é observado pela DuPont?

A busca pela proteína da moda segue sendo uma constante.

Observamos essa demanda e por outro lado os clientes acabam entendendo que a soja é a principal fonte de proteína vegetal, por ser nutricionalmente completa, economicamente viável e apresentar maior oferta de produto ao mercado.

Diversos produtos lançados, inclusive mundialmente, que contém outras fontes de proteína vegetal em destaque na parte frontal da embalagem do produto, geralmente utilizam soja como ingrediente principal.

Os consumidores de produtos plant-based estão ficando cada vez mais informados sobre as fontes de proteínas e qualidade nutricional e nesse quesito a soja é insubstituível.

Pensando em atributos sensoriais, o que o consumidor de fato está buscando?

Nós costumamos dividir essa necessidade do cliente em 3 grandes pilares:

SABOR, TEXTURA / CONSISTENCIA CONVENIENCIA.

A Dupont é uma empresa voltada para ciência e tecnologia e sempre foca muito nas necessidades dos clientes. Pensando nisso, no ano passado, foi lançada na nossa região a Trupro 2000, uma proteína de ervilha, 83% de teor de proteína (base seca), com excelente sabor, solubilidade, estabilidade de suspensão e dispersibilidade.

O que é a proteína TRUPRO ™ 2000 Pea?

SABOR

Ingrediente de 83% de proteína (base seca), proporcionando:

Desempenho superior de sabor e sensação na boca.

Durante o desenvolvimento do produto, o time de especialistas selecionou 19 amostras de mercado e identificou qualidades positivas e o que precisava ser melhorado dentro que já tinha no mercado. O perfil descritivo de 19 amostras de proteína de ervilha revela grandes diferenças nas características básicas de sabor entre as amostras.

 

Em um painel sensorial realizado após esse desenvolvimento da Trupro, o produto apresentou:

+ 43% de melhoria no gosto geral

+ 45% de melhoria na preferência pelo sabor

+ 57% de melhora na sensação de gosto na boca

Ao contrário da maioria das proteínas de ervilha disponíveis, o TRUPRO ™ 2000 não se desestabiliza rapidamente (se mantém em suspensão por mais tempo).

Quando comparada com 20 proteínas de ervilha diferentes (> 80% de proteína), a proteína de ervilha TRUPRO ™ 2000 demonstrou ESTABILIDADE SUPERIOR

Os resultados indicam que as bebidas feitas com TRUPRO ™ 2000 Pea Protein não separarão rapidamente e terão uma sensação na boca mais desejável, ou seja, menos arenosa

Além da linha TRUPRO de proteína em pó, foi lançada também a linha TRUPRO Nuggets, de proteína extrusada de ervilha. Dentro desse portfolio temos produtos com 55% de proteína até 70% de proteína e com distintos formatos (um mais oval, outro em formato irregular), sem glúten, não GMO e não declarado como alergênico.

TEXTURA

Esse extrusado pode ser utilizado em diversas aplicações como barras, cookies, bolos. É uma maneira “crocante” de adicionar proteina aos produtos. Um exemplo classico são as barras de cereais. Se pensarmos em um produto mains stream, esse terá um aporte de açúcares e carboidratos principalmente. Uma simples substituição dos flocos de arroz por Nuggets trará um aporte de proteina super importante, sem grandes impactos na formulação, adaptação de linha de produção, etc.

 

 

CONVENIÊNCIA

Desafio: Como Atrair e Manter Consumidores

Dispersão é um Atributo de Produto Importante para os Consumidores

Problemas de Dispersibilidade podem Impactar na Experiência do Consumidor com a Marca*

Pensando nessa necessidade é que a Dupont lançou a Supro XT221D, uma proteína isolada de soja que se dispersa completamente em 9s.

Quando os consumidores prepararam protótipos de suplemento Proteico em pó para consumo, o protótipo que continha SUPRO® XT 221D  teve preferência significativa  versus outros protótipos com a mesma formulação.

 

 

Com nosso bate-papo deu para perceber que vocês têm diversas soluções para o esse mercado. Como vocês exploram todo esse conteúdo?

Sabemos que o desafio nesse mercado é enorme e foi por isso que lançamos Danisco Planit™️. Trata-se de uma nova marca mundial que representa toda a competência da DuPont Nutrition & Biosciences em plant-based. Ela reúne o mais amplo portfólio do gênero no setor de ingredientes, com fabricação e distribuição em nível global; um vasto conhecimento em aplicação, do mercado e do consumidor; capacidade de análises sensoriais de última geração; suporte regulatório; e avaliação de índices de sustentabilidade.

Alinhada as tendências de plant based, a MasterSense oferece uma linha completa da DuPont em proteínas vegetais.

Conheça nosso portfóliohttps://www.mastersense.com/